Na discussão do projeto do aumento do IPTU, anteontem, na Câmara Municipal de Americana, o vereador Wellington Rezende (PRP) tentou confundir os colegas com dados do desemprego na Região Metropolitana de Campinas. O vereador disse que “não poderia aprovar aumento de imposto numa cidade que é a segunda colocada em desemprego na RMC”. E citou que Americana tem 20.492 desempregos, o que corresponde a 13,65% da sua população economicamente ativa. Rezende considerou Americana como segunda colocada, atrás apenas de Campinas, que tem 92.752 desempregos. Só que o cálculo está errado, pois o que vale é o índice percentual de pessoas sem trabalho, já que os municípios têm populações bem diferentes. E, percentualmente, Americana é a 10.a colocada em desemprego entre as 20 cidades da RMC. Como na discussão do IPTU os demais vereadores desconheciam este levantamento, acabaram não questionando Wellington Rezende. O levantamento é da Associação Comercial e Industrial de Campinas e vale para o mês de julho.

  1. Paulínia – 17,31%
  2. Vinhedo – 16,33%
  3. Nova Odessa – 15,81%
  4. Morungaba – 15,56%
  5. Artur Nogueira – 15,23%
  6. Pedreira – 14,70%
  7. Itatiba – 13,92%
  8. Cosmópolis – 13,91%
  9. Jaguariúna – 13,88%
  10. Americana – 13,65%
  11. Campinas – 13,10%
  12. Valinhos – 11,92%
  13. Holambra – 11,87%
  14. Sumaré – 11,64%
  15. Indaiatuba – 10,65%
  16. Hortolândia – 10,42%
  17. Santo Antonio de Posse – 9,79%
  18. Monte Mor – 9,73%
  19. Engenheiro Coelho – 8,26%
  20. Santa Bárbara – 7,51%