OLÉ-1

A secretária municipal de Educação de Americana, Juçara Florian, deu um verdadeiro olé, ontem, nos vereadores da oposição. Eles estavam armados até os dentes com questionamentos pesados sobre pagamentos estranhos, vans escolares que não são vistas, qualidade da merenda para as crianças, contratos da pasta, etc. Porém, usando o regimento interno da Câmara, a secretária avisou nos bastidores que só falaria sobre o motivo oficial da sua convocação – o fechamento de duas escolas municipais.

OLÉ-2

Como o prefeito Omar Najar (PMDB) já desmentiu o fechamento destas escolas municipais, ela não tinha o que falar para os vereadores, amparada pela regra da própria casa. Deu uma enroladinha, deixou alguns vereadores estribucharem e foi embora. Só volta após uma nova convocação, coisa que demora. Ou seja: Juçara está livre do Poder Legislativo até, mais ou menos, março de 2018.

BLINDOU?

Mas, em plenário, quem levantou a bola da secretária só falar sobre o tema da convocação foi o presidente Alfredo Ondas (PMDB). Ele repetiu várias vezes que só estava cumprindo o regimento. Mas, para alguns vereadores, como Thiago Martins (PV) e Odir Demarchi (PR), o que Ondas fez foi blindar Juçara Florian do paredão, Por isso, por estes dias, não é bom levar os três legisladores para a mesma feijoada.

ATAQUES

Com a secretária de Educação já longe do plenário, o vereador Thiago Martins fez várias acusações contra a pasta que ela comanda. Disse, por exemplo, que em julho foi pago um total de R$ 900 mil pelo transporte de alunos, mas lembrou que aquele era um mês de férias. O “verde” chamou Juçara de mentirosa por conta das vans escolares que ela disse ter contratado, mas jamais vistas pela cidade. E citou ainda um pagamento de R$ 200 mil num mês de auxílio-transporte, enquanto as demais secretarias municipais gastam entre R$ 1 mil e R$ 11 mil.

COMANDO

O PC do B de Americana continua sem comando. Tentou-se eleger um presidente anteontem à noite, mas houve muita confusão na Câmara. O segurança da Casa de Leis até acionou a Guarda Municipal pela gritaria. Ocorre que existe um grupo forçando pelo nome do filho do falecido Davi Ramos, com o que não concordam os dois vereadores do partido. Eles entendem que existe ainda uma questão muito passional e querem um outro nome. Os dois vereadores também não sentem que têm apoio do partido e podem até deixar a agremiação.

CARNE

O vereador Guilherme Tiosso (PRP) retirou seu próprio projeto da 2.a Feira Sem Carne. E culpou o nome pela gigantesca rejeição popular. Então, tá…

SÃO LUCAS

O vereador Thiago Brochi, do PSDB, teve aprovado ontem um decreto que concede a medalha de mérito “Chico Mendes” à São Lucas Saúde, de Americana, pelos serviços relevantes prestados à população na área ambiental. Entre as justificativas, está a recuperação de áreas verdes, principalmente a adoção da Praça Jorge Redher desde 2005. Agora será marcada a data da cerimônia para entrega da comenda ao médico Getúlio Thuler, da São Lucas.