SÓ UM

Pelo jeito, os vereadores de Americana andam meio bicudos com a maioria dos jornalistas que cobrem as sessões da Câmara e os trabalhos legislativos. Sempre na última sessão do ano, há décadas, pessoal da imprensa é citado por vários políticos pela cobertura intensa, espaço, etc. Mas ontem, somente Pedro Peol (PV), que é suplente, lembrou dos repórteres e, mesmo assim, ainda deu uma reclamada por conta de algumas matérias. Os setoristas acharam isso algo positivo. Quando tem muito afago pode ser exagero ou interesse. Porém, já que os vereadores ignoraram a existência dos jornalistas, os representantes de jornais, rádios e portais presentes à sessão de ontem comemoraram entre eles, com cumprimentos, desejo de boas festas, uma foto com todos juntos e saboreando o pão com mortadela da sala da imprensa. Tudo com muitas risadas sobre o ocorrido. Lá estavam Leon Botão (O Liberal/Rádio Você), Ju Jensen (Jornal da Cidade/Vox 90), Jairo Silva (FM Notícia), Claudeci Junior (Todo Dia), João Conrado (Todo Dia) e Francisco Lima Neto (Portal de Americana).

BICUDO

A Comissão Especial de Inquérito da Saúde, que investigará pepinos da Fusame e do Hospital Municipal, escolheu ontem o seu relator – Thiago Martins (PV). O tucano Thiago Brochi não escondeu de ninguém a sua insatisfação.

E O RESTO?

Depois de assinar liberação de R$ 1,5 milhão para o asfalto de ruas e avenidas de Americana, ontem, no Palácio dos Bandeirantes, o prefeito Omar Najar (PMDB) cobrou o deputado Chico Sardelli (PV): “Mas cadê o resto?”. É que, na verdade, a promessa era de R$ 4 milhões.

EXPLORAÇÃO

O destino do lixo de Americana virou motivo de exploração política. Oposição é contra o aterro na cidade, mas não apresenta solução; situação quer o aterro, mas sabe que um dia ele pode ser problema.

MALDIÇÃO

Nos corredores da Câmara, ontem, muitos concordavam que a TV que mostra as sessões ao vivo é motivo dos tantos discursos longos e vazios de alguns vereadores. Para aparecer, ficar na mídia bancada pelo povo, tem legislador que pede a palavra para tudo. Ontem, o campeão foi Wellington Rezende (PRP), a ponto de ser advertido pelo presidente.